Como manter hábitos saudáveis em 2016?

“Ano Novo. Vou mudar meu estilo de vida e ter hábitos saudáveis!”

Quantas vezes não dissemos isso para nós mesmos, mas devido à correria do dia a dia deixamos isso de lado? Para ajudar a cumprir esse objetivo em 2016 a nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, Cintya Bassi, dá algumas orientações para mantermos hábitos saudáveis no ano novo.

emagrecer

Primeiramente a nutricionista alerta que o ideal é realizar 5 ou 6 refeições ao dia entre café da manhã, almoço e jantar. “Faz parte de uma alimentação saudável manter uma regularidade no horário das refeições e se alimentar a cada 3 h. Com longos períodos em jejum o corpo se adapta a restrição calórica como medida de defesa, assim começa a acumular deixando o metabolismo lento para reduzir o gasto de energia”.

A alimentação deve ser regrada e contar nutrientes, fibras e vitaminas, “devemos evitar alguns alimentos como os ricos em gordura saturada e açúcares, pois além de serem fontes de calorias o que atrapalha a dieta, em geral trazem poucos nutrientes e benefícios ao organismo”, diz a nutricionista. O segredo por trás de um estilo de vida saudável é evitar os excessos, segundo Cintya, “até mesmo a comida saudável pode ser altamente calórica, é o caso das frutas oleaginosas, como amêndoas, castanhas e abacate, queijos amarelos, azeite, açaí e homus”.

Além da alimentação devemos manter nosso corpo sempre bem hidratado, a nutricionista ressalta nosso corpo precisa de 1,5L à 2,5L de água por dia, “beber água é fundamental para o bom funcionamento do intestino, já que sem o liquido, as fezes tendem a ficar mais ressecadas e a atuação das fibras fica prejudicada; aumenta a sensação de saciedade o que pode auxiliar a reduzir o consumo de alimentos; regula a temperatura corporal; diminui a retenção de líquidos porque auxilia na eliminação de sódio e impurezas pela urina. Além disso, também auxilia na parte estética com a renovação celular, mantendo a pele com aparência saudável; auxilia na distribuição dos nutrientes pelos órgãos; evita o surgimento de doenças como os cálculos renais e melhora a microcirculação, reduzindo o surgimento de problemas como a celulite”, lembra Cintya.

Segundo a profissional o consumo de álcool deve ser limitado, “a recomendação de consumo diário é de 30 gramas, quando passa disso ele torna-se prejudicial à saúde e os malefícios são intensificados quando a pessoa se alimenta mal e fuma. Afetando órgãos como o fígado, estômago, coração, intestino e cérebro. Além disso, o álcool favorece a desidratação, atrapalha a absorção de nutrientes, reduz a síntese proteica além de possuir alto valor calórico, de 7 calorias por grama, menor apenas do que a gordura que possui 9 calorias por grama”.

A dica da profissional do Hospital e Maternidade São Cristóvão é priorizar alimentos frescos, integrais, carboidratos complexos e gorduras e proteínas de boa qualidade e evitar os excessos. “Os alimentos integrais não passam pelo processo de refinamento e por isso mantém suas propriedades nutricionais, ou seja, contém mais nutrientes, entre eles a fibra, que auxilia na redução de constipação intestinal, diminui a absorção de gorduras, aumenta a saciedade, estimula a proliferação de bactérias benéficas ao intestino e auxilia no controle glicêmico”, finaliza a profissional.

E aí, inspirados em um 2016 mais saudável?

Deixe o seu comentário!